11/10/2017

Resenha por Celia Rabelo

Ao contrário do que eu imaginava, esse livro não pertence a um autor nacional, e sim a um autor lusitano. Escrito em português lusitano, é totalmente acessível a leitura por um brasileiro. As palavras diferentes são bem poucas, facilmente encontradas em um dicionário comum ou no dicionário do próprio Kindle, que é atualmente o único formato disponível para venda na Amazon. Bem vamos a resenha, deixando bem claro que se trata de uma ficção, o livro começa com uma manchete de um jornal Lisboeta, da cidade de Lisboa em Portugal, palco dos acontecimentos da história, onde um corpo feminino foi encontrado dentro de um carro em chamas no Alto de Colaridade, a partir desse ponto, a obra se divide em 3 partes. A primeira parte, leva o nome da protagonista e irá contar sua história. Marina, uma mulher de 38 anos, bem sucedida em sua profissão, em um relacionamento falido de 13 anos com Júlio, que a garantiu estabilidade e serenidade no inicio. Com o passar dos anos, o relacionamento se tornou rotineiro e junto ao fato de ele não poder ter filhos, se desgastou. Próximo ao natal, quando Marina resolve fazer as compras de fim de ano, Marina encontra André, que trabalha na mesma empresa que ela em um cargo mais alto, casado e pai de um filho, sedutor nato, em um centro de compras e sua vida muda radicalmente. Já na segunda parte, que leva o nome de Óscar, o nome do detetive de homicídios encarregado de solucionar o caso, o melhor da região em sua profissão. Óscar se depara com um caso difícil, onde as investigações parecem sempre terminar em uma "rua sem saída", confiando em sua intuição, ele faz de tudo para desvendar o misterioso assassinato que parece retratar um crime perfeito. A terceira parte, que novamente leva o nome de Marina, carrega o desfecho da trama. Um desfecho inacreditável, que nos faz pensar e repensar. Até onde o homem é capaz de ir para conseguir seus objetivos? Sinceramente, não é o meu gênero preferido de leitura, sobretudo pelo final, gosto de finais felizes e esse não é bem o caso. Porém, a escrita é boa e interessante e prende a atenção até as últimas páginas. É um livro polêmico, tão bem redigido que parece real. Se você gosta deste tipo de leitura, vai adorar.

https://www.goodreads.com/review/show/2152325712?book_show_action=true&from_review_page=1

11/04/2017

Resenha por Adriana Mellado

Uma surpresa no final

Esse livro foi uma surpresa muito grande ao ler, principalmente com seu final sensacional, jamais imaginaria dessa forma.
A construção da personagem Marina foi esplêndida que cresceu assim como seu amor e até uma obsessão por seu amante e a construção de uma nova família. Em certos momentos senti medo dela e imaginei como uma pessoa torna-se fria e calculista em busca daquilo que deseja. Infelizmente a vida nos mostra isso diariamente, basta ligar a televisão, talvez não seja dessa forma, mas o objetivo e instinto estão lá.
Perfeito para quem gosta de investigação, trama bem escrita e desenrolar surpresa, que deixa o leitor de queixo caído.
Recomendo a leitura e parabéns ao escritor que arriscou um título e uma estória que nos faz pensar muito no que somos e onde queremos chegar.
Adriana Mellado - blog comentalivros.com

10/28/2017

Uma má Resenha por R. Kokis

Para que não digam, que eu só coloco aqui as resenhas positivas, aqui deixo uma negativa, a qual eu merece, ao final, duas pequenas notas.

"O primeiro terço do livro foi uma leitura penosa. O autor rodeou em torno de um tema insípido durante muito tempo, sem que se chegasse a nenhuma conclusão. Concordo que o início da história tem que se configurar a tela de fundo, mas já dando um sentido à obra. Isso não aconteceu. De repente abre-se uma janela que excita o leitor e o torna ávido ao tema. No terço final, novamente se instala a insipidez e paralelamente lê- se sobre tema filosófico que nada tem em relação á história. O final é fora de propósito, quando ambos os atores perdem toda a ética e civilização ao festejarem a formação de uma família absolutamente monstruosa. Três estrelas, pois como escritor e avaliador de obras literárias, respeito quem dá a cara a tapas, expondo a sua alma, mas não recomendo a obra. Nem como cultura, distração ou informação, que são um, dois ou os três motivos, a meu ver, de se ler um livro. No Brasil não vai vender, pois Português de Portugal, não venderá. Uma atenuante é o fato do autor escrever muito bem o vernáculo, mas vernáculo não enche barriga."
https://www.amazon.com.br/gp/customer-reviews/R1Y680MQKC538C/ref=cm_cr_dp_d_rvw_ttl?ie=UTF8&ASIN=B075P815FP

Caro Kokis, não sei se alguma vez vai ler estas minhas linhas, mas devo dizer-lhe que a razão pela qual escrevo e lanço livros não é com intuito de vender livros e virar um bestseller, faço-o por diversão, como terapia para mim mesmo, onde exponho os meus fantasmas. Obviamente, não vou mudar a minha escrita para o formato brasileiro, meu chapa, mas como dizia Pessoa: "A minha pátria é a língua portuguesa".
Segundo ponto: para  mim é um elogio a sua consideração de família monstruosa, infelizmente, nem todos podemos ter famílias tão saudáveis como aquelas que aparecem nas novelas da Globo.

10/25/2017

Entrevista sobre el medio ambiente y libros

Una entrevista con preguntas originales sobre libros y el medio ambiente. Echa un vistazo a la entrada y también al blog literario de Laurei, es muy interesante.

https://lasombradetusojos.blogspot.com.es/2017/10/conociendo-goncalo-j-nunes-dias.html

10/21/2017

Resenha por Maria Ferreira em Goodreads

Às 2:00 da manhã a porta abriu-se e eu acordei sobressaltada, adormecera na sala enquanto esperava que o meu filho chegasse, tinha ido jogar a Murches com a sua equipa de hóquei em patins. Ligara-me a dizer que tinham parado para jantar em Cascais e que iria chegar tarde, não estava preocupada porque o sabia em segurança, mas mesmo assim fiquei na sala esperando a sua chegada. Com o sobressalto despertei, peguei no tablet, cliquei no Kindle, comecei a ler Manual de um Homicídio. A história agarrou-me e só parei de ler já o dia estava a clarear.

Terminei de ler o livro às 15:00, não conseguia parar de ler, tal era o interesse em saber como terminaria a história. Gostei:
... da história, 
... da forma como foi contada (com dois narradores),
... da simplicidade da escrita, 
... do tema, muito pertinente….
... dos personagens, apesar de não concordar com “ o fim justifica os meios”, simpatizei com os vilões

Ler o resto:
https://www.goodreads.com/review/show/2152361270?book_show_action=true&from_review_page=1

10/12/2017

Manual de um Homicídio - 5 Dias Gratis

Promoção Expirada
Manual de um Homicídio
Se gostas do livro, por favor, faz uma resenha na Amazon e/ou Goodreads



  • PDF



  • Epub