sexta-feira, 26 de junho de 2015

Cap. 9 - OS VIZINHOS


- Esses estatutos são ridículos, não têm qualquer legitimidade, tal como este exército que você criou está totalmente fora da lei.

- Da lei? - Gustavo dá uma pequena gargalhada – Qual lei? Você ainda pensa que é o comandante da policia? Meu amigo, essa instituição já acabou, já não existe, tal como desapareceu qualquer cidade de Portugal, o Estado ou mesmo o país já não existe, o que resta de Portugal é a sua língua e restos culturais. Estamos numa nova era e há que adaptar-se aos novos tempos. Vocês querem energia, querem luz, então aceitem os estatutos.

- Mas entenda senhor Gustavo – interrompeu o ex-presidente para tentar acalmar os ânimos. – Aquilo que você pede é dar-nos energia em troca do seu controlo sob a nossa aldeia e terras e isso é um pouco exagerado.

Sem comentários:

Enviar um comentário